Os gigantes que estão brigando – Comunicação, Criatividade e Inovação #016

Por All Press Com

Se você temia que a greve fosse interferir no post dessa semana, não se preocupe! A décima-sexta edição da nossa News chegou. Quem deve ter medo, no entanto, são as gigantes de mídia, tipo a Disney e a Comcast. Depois de anos comandando tudo, uma tal de Netflix, empresa novinha – se comparada às outras – veio pra acabar com essa hegemonia.

Mudanças vêm por aí também para as redes sociais, fora as tradicionais novidades que vêm toda semana. Já ouviu falar em GDPR? Pois deveria. É a lei europeia para defender o sigilo de seus dados.

Basicamente, tire uns minutinhos de folga da preocupação com a greve para ver outras pessoas se preocupando com outras coisas.

Tempo estimado de leitura: 8 minutos

1. Netflix: Lembra semana passada que eu falei que a Netflix tinha ficado na frente da Comcast no mercado de ações? Pois é, nem os mais otimistas (na verdade, talvez, eles sim, porque são muito otimistas) poderiam prever que na quinta-feira, a Netflix tornaria-se a empresa de mídia com maior valor de mercado, atingindo 152,3 bilhões de dólares em valor de mercado. Isso significa que deixou para trás a Disney. A Disney! Dona do Mickey, de Star Wars e da Marvel. Claro, esses rankings e a liderança oscilam muito, mas é curioso pensar que essa empresa passou outras mais tradicionais – que incluem Time Warner, Fox e CBS.

++ Barack e Michelle Obama fecharam um acordo para serem produtores da Netflix.

++ Por meio de um vídeo no Twitter, a Telefónica informou sobre um acordo com a Netflix para a América Latina. A ideia é incorporar a Netflix nos serviços de vídeo e TV.

++ Já que estamos no tópico, lembra que semana passada eu falei que a Sony iria começar a investir em conteúdo e em games? Pois então, segundo o novo chefe do Playstation na Sony, John Kodera, o ciclo de vida do PS4 está chegando ao fim. Agora, é hora de se preparar para o PlayStation 5, que deve vir em 2020.

2. Comcast: No final do ano passado, foi tornado público que a Fox topou vender uma parte para a Disney. Logo após o anúncio, a Sony ameaçou estragar a brincadeira. Agora, chegou a vez da Comcast (que é dona da NBC e da Universal) ameaçar pegar essa parte para ela. Estima-se um valor de 52 bilhões de dólares.

++ Disney lançou uma coleção de produtos voltados para o público LGBT e uma loja de roupas para adultos.

3. Redes e Apps:

4. GDPR: Está sendo usada essa sigla, embora o nome completo seja mais legal: General Data Protection Regulation (muito legal dizer isso em voz alta, não?) Trata-se de uma lei, que entrou em vigor na semana passada na União Europeia, cujo objetivo é proteger a privacidade de internautas. Para isso, a forma de coleta de dados de alguns sites e redes será alterada para que o usuário tenha maior autonomia e conhecimento das informações pessoais as quais as páginas têm acesso. Por exemplo, será possível pedir que todos os seus dados sejam apagados. Quem descumprir pode ser punido com o pagamento de uma multa entre 2% e 4% do faturamento anual. Não é nem necessário dizer – mas será, por via das dúvidas – que, logo, uma regulação dessas pode rolar aqui no Brasil.

++ Negócio mal começou e o Google e o Facebook já respondem por violação à GDPR

5. Greve: Porque, querendo ou não, é o grande tema da semana. Nem as marcas e nem os internautas perderam a chance de fazer graça disso.

6. Guaraná Antártica: Eis uma empresa que, tradicionalmente, costuma usar a Copa do Mundo em seu favor para lançar campanhas bem criativa. A desse ano é boicotar a venda de Guaraná para os gringos. Começou suspendendo a exportação para países adversários do Brasil (Arábia e Coréia já estariam sentindo os resultados disso). Agora foi a vez do Caniggia, argentino que eliminou o Brasil na Copa de 90, ficar sem. Em outra ação legal, lançaram uma “seleção de futebol de botão” para homenagear campeões mundiais.

++ A Heineken, que tem um vasto portfólio de bebidas não-alcoólicas no Brasil, deixou de direcionar, em conjunto com outras organizações, publicidade a menores de 12 anos.

++ E Absolut criou call center para explicar e tirar dúvidas sobre a nova bebida, Extrakt.

 

+++ Se você não leu ainda, não perca os dois últimos textos do blog: Nós sabemos o que você faz no Tinder (sobre Big Data)  e Han Solo e o medo de ser diferente (o que Hollywood pode nos ensinar sobre ousar nas campanhas).

+++ Assustador ou não, uma pesquisa aponta que o consumidor não se importa se 74% das marcas sumirem.

+++ Whiskas lançou um livro para se ler com gatos. Sim! Depois dessa informação, o post da semana encerra por aqui. 😛